top of page

Pertencer a nós mesmos, é a única garantia que temos!

O sentimento de pertencimento é permitir que sua vida seja tocada e tocar na vida dos outros. É algo tão intrínseco que nem percebemos que sentimos, diferente do não pertencimento, que é como colocar um dedo na ferida.


Se sentir parte de um grupo, se identificar com os valores ou ideias dos mais próximos, se sentir amado/a, ouvido/a, se sentir compreendido/a, tudo isso são exemplos do que é se sentir pertencente.


Migrar não é sinónimo de pertencimento, muito menos o contrário. Mas migrar pode ser uma caminhada de mãos dadas com a busca pelo pertencer.



A verdade é que mudar de país nos transforma: mudamos os discos, os livros, os valores, os gostos e ideias, e de repente, já não pertencemos aquilo que acreditávamos outrora. Ou seja, o pertencimento será sempre dinâmico, ele acompanha a dança ao ritmo das mudanças da vida e de quem somos.


Pertencer a nós mesmos, é a única garantia que temos, de que podemos pertencer a qualquer lugar do mundo.




6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page